Arquivo da categoria Notícias

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

MISSÃO EVANGÉLICA CAIUÁ PARTICIPA DO FÓRUM DE FORTALECIMENTO DA REDE + BRASIL

Dia 14 de agosto de 2019 uma equipe da Missão Evangélica Caiuá juntamente com Membros da Assembleia, esteve participando do Fórum de Fortalecimento da Rede + Brasil, na cidade de Campo Grande. O evento foi uma realização do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, do Ministério da Economia e da Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul, e tem a finalidade de promover a unificação das diversas plataformas eletrônicas do governo, garantindo a execução de várias modalidades, com foco na geração de resultados para cidadãos de todo o país, promovendo o fortalecimento da governança, melhoria da gestão e do controle, bem como apresentar e discutir as inovações empreendidas, experiências e boas práticas no âmbito das transferências voluntárias.

O Fórum contou com a presença de diversos representantes: Thiago Modesto Carneiro, Secex/TCU, Edercio Bento do Ministério da Economia, Thaner Castro Nogueira Superintendente de Gestão Estratégica da Secretária de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Esaú Mendes Sirqueira do Ministério da Economia, Luiz Carlos Morente, Coordenador Estadual da Rede Mais Brasil e João Francisco Arcoverde Lopez, Assessor da Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso do Sul e Coordenador da implantação do Programa MS Integridade. Esse aperfeiçoamento tecnológico, que simplifica os processos de transferências, surge como uma solução para garantir mais integridade e mais transparência às informações, assim como qualidade e excelência da gestão pública.

A Missão Evangélica Caiua, agradece a oportunidade em participar do evento, que contribuiu para a capacitação dos colaboradores, garantindo ainda mais qualidade aos serviços prestados na área da saúde a toda a Comunidade Indígena.

Por Andressa Ymara Villas Bôas

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

III CAPACITAÇÃO COMAD

Teve início no último dia 26 de junho o III Seminário de Conscientização do Uso Abusivo de Drogas com o foco nas Relações Intrafamiliares da Grande Dourados, realizado pelo Comad. Na abertura o Presidente Sr. Rogério Fernandes Lemes fez uma explanação sobre as Políticas Públicas Antidrogas adotadas pelo Conselho, apontando para reuniões e parcerias que estão sendo firmadas. Enfatizou ainda, a participação significativa das entidades, totalizando 30 (trinta) instituições, somando 60 (sessenta) conselheiros e suplentes.

Na sequência palestrou a Presidente do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas (CEAD), Srª Denise Fátima Barbosa Souza e Silva que abordou aspectos históricos e sociais sobre a utilização de drogas pela sociedade. Seu enfoque foi nas Políticas Públicas e suas implicações diante do quadro da política atual, orientou quanto as atribuições dos Conselhos Municipais e Estaduais.

No segundo dia do Seminário, deu-se início ao ciclo de palestras com a Psicóloga Tanise de Oliveira Fernandes falando sobre o Olhar da SESAI na Saúde Indígena enfatizando os aspectos das ações na saúde primária e prevenção do uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas. Falou ainda sobre os aspectos da Reserva Indígena de Dourados, terras, acampamentos e retomadas, considerando que a área tem uma superpopulação concentrada nas aldeias. Enfatizou que o uso abusivo de álcool e drogas ilícitas (maconha e crack) tem um grande impacto nas famílias e no aumento de violência.

Fizeram uso da palavra a Assistente Social Barbara Jandaia de Brito Nicodemos que orientou quanto as problemáticas das famílias desestruturadas em nossa sociedade, da importância de investimentos nas políticas públicas e análise quanto as estruturas sociais da contemporaneidade. O antropólogo Waldenir Bermini Lichtenthaler trouxe importantes informações sobre o contexto da formação da Reserva Indígena de Dourados e suas implicações no decorrer da história, considerando os aspectos étnicos, culturais e sociais a qual os indígenas são submetidos na sua vida diária.

Durante a tarde a equipe do canil do 3º BPM-PMMS-Dourados-MS fez uma apresentação com os cães e as técnicas para localizar objetos. Na sequência a Psicóloga e Mestre Rosemeire Souza Martins abordou os temas Adolescentes e Drogas Prevenção e Uso, Arte de adolescer. Muitos casos da utilização de drogas estão relacionados com o contexto familiar, quando a criança entra na puberdade e adolescência ocorrem.  diversas alterações, crises e conflitos que acabam agravando a incidência de jovens nas drogas e até mesmo suicídio.

Durante o evento foram realizadas homenagens do Legislativo Municipal para os Conselheiros e Palestrantes com Moções Legislativas.

 

Por: Valdomiro Cardoso Filho

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

ALDEIA JAGUAPIRU PERDE CASA DE REZA EM INCÊNDIO

Na madrugada do dia 08 de julho um Incêndio na Aldeia Jaguapiru dentro da Reserva Indígena de Dourados, destruiu a Casa de Reza que ficava sobre a responsabilidade dos Anciãos Cacique Getúlio Juca e Sra. Alda. O espaço é sagrado para os Guarani-Kaiowá, chamado de Gwyra Nhe’engatu Amba na língua kaiowá, era a última construção para esta finalidade que resistia na terra indígena. Recentemente realizou-se um projeto para reforma, mas infelizmente não foi possível a concretização.

O local era referência cultural da comunidade, recebeu diversos eventos. Também utilizado para orientação espiritual, cantos tradicionais aos mais jovens, além de receber crianças para batismo, benzimento e tratamentos médicos tradicionais. Era o principal meio de conhecimento para o povo indígena. Para os nativos, a casa de reza é mais do que o local de prática de rituais religiosos, é ao mesmo tempo o fortalecimento da resistência do povo Guarani-Kaiowá na região. 

Sua estrutura era feita de madeira e palha fazendo com que o fogo se alastrasse destruindo tudo rapidamente, os moradores tentaram apagá-lo, mas não obtiveram sucesso. O corpo de bombeiros foi acionado, mas não houve tempo suficiente para combater o incêndio.

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas

Revisado por Valdomiro Cardoso Filho

Dourados, 10 de julho de 2019

Missão Evangélica Caiuá

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

NOTA DE REPÚDIO CONDISI RRYA

NOTA DE REPUDIO CONDISI RRYA

 

O Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye’kuana REPUDIA veementemente a nota do jornalista do jornalista o Sr. José Maria Tomazela do jornal Estadão, criticando a conveniada Missão Evangélica Caiuá.

A Missão Evangélica Caiuá tem uma história de 90 anos trabalhando em prol a saúde dos povos indígenas do Brasil. Iniciou-se na cidade de Dourados Estado do Mato Grosso do Sul, e ao longo dos anos se expandiu para outros estados por trabalhar com serenidade e compromisso.

No passado remoto o Davi Kopenawa Yanomami líder tradicional viajou para conhecer o hospital em Dourados-MS que cuida e da assistência aos parentes Guarani e Kaiova, e com isso convidou os representantes para cuidar do Recurso Humano do Distrito Yanomami por serem respeitados e por desempenhar com qualidade a sua missão (Á serviço do Índio para a Glória de Deus).

A Missão Evangélica Caiuá não é para fazer gestão na base, apenas cuida da parte de contratação e pagamentos dos profissionais de saúde que desenvolvem suas atividades no território Yanomami.

Vale ressaltar que os profissionais contratados para trabalhar no território Yanomami são diferenciados, pois tem uma escala de 30 por 15 dias, sendo que os 15 dias é de arejo.

Atenciosamente,

ALBERTO BRAZÃO GÓES

Presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena

DSEI Yanomami RR

PorAndressa

CAPACITAÇÃO PLATAFORMA MAIS BRASIL

Aconteceu no dia 02 de julho no Escritório da Missão Evangélica Caiuá (M.E.C) uma Capacitação para orientação do Sistema Plataforma Mais Brasil, ferramenta do Governo Federal que promove uma Gestão Pública e Transparente, ministrado pelo Sr. Luiz Carlos Morente, membro da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (SEGOV), acompanhado pelos Srs Mauricio Peralta, Fernando Cruz e Alexandre Rocha Bais. A equipe trouxe uma novidade do Portal, a ideia é agregar as diversas áreas do governo em um único sistema, Plataforma Brasil, criado pelo Governo Federal para sistematizar o recebimento dos projetos de pesquisa que envolvam seres humanos nos Comitês de Ética em todo o país. Atualmente a Prestação de Contas e Planejamento dos Convênios é feita pelo Siconv que corresponde à 2,7% da Movimentação Financeira Nacional.

Participaram da Capacitação membros da Assembleia Geral da M.E.C Rev. Beijamim Benedito Bernardes, Rev. Ildemar de Oliveira Berbert, Presbítero Carlos Bonamigo e demais coordenadores dos setores.

Por Andressa Ymara Villas Bôas

Revisado por Valdomiro Cardoso Filho

 

 

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

NOTA DE REPÚDIO À MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL ESTADÃO

A Missão Evangélica Caiuá vem a público manifestar seu REPÚDIO à matéria mentirosa publicada neste domingo, 30 de junho 2019, no Jornal Estadão, com o tema “ONG recordista de verba presta serviço precário” (Caderno: Política/Estadão), reproduzida pelos sites do Jornal Campograndenews, e do UOL, respectivamente.
Informamos que a Missão Caiuá recebeu nesta quinta-feira dia 27 de junho, o jornalista sr. José Maria Tomazela, ID:674885, e lhe deu todas as informações, corretamente, sobre os trabalhos da Missão, e suas responsabilidades contratuais nos convênios da Saúde Indígena junto ao Ministério da Saúde. Cujas anotações estão em seu poder.
Conforme registro em ata da Comissão de Trabalhos da Missão, que atendeu oficialmente ao referido jornalista, foram prestadas as seguintes informações: A Missão Evangélica Caiuá, em seus contratos com a SESAI, é responsável apenas pela contratação de pessoal (RH) para atender a 09 Convênios de atenção básica à saúde indígena, incluindo o MS, objeto de interesse da reportagem. E que não faz parte do objeto do Convênio da Missão com a SESAI a manutenção de postos de saúde, veículos, combustível, insumos e medicamentos, etc. O sr. Jornalista manifestou ter entendido o assunto que lhe era confuso.
Não obstante, as claras informações prestadas pela Entidade, o Jornal Estadão, maldosa e irresponsavelmente lança matéria dizendo exatamente o contrário das informações prestadas. Na tentativa de criar tensão, desgaste e constrangimento entre a prestadora e o Governo. São atitudes como estas que tem levado certos órgãos da imprensa nacional a penar total descrédito diante do povo Brasileiro.
A Missão Caiuá é uma entidade idônea, que há 90 anos trabalha no mesmo endereço em Dourados, MS, com os povos indígenas, “A serviço do índio, para glória de Deus”, que desfruta do mais harmonioso convívio, confiança e respeito da Comunidade indígena, o que a credenciou a atender a Saúde indígena no MS e em outras regiões do país. E, ao receber a imprensa e lhe prestar, respeitosamente, todas as informações corretas e verdadeiras, repudia a atitude maldosa tomada pelo órgão. Nos colocamos à inteira disposição de todas as autoridades e órgãos fiscalizadores para prestar qualquer informação necessária ao bom andamento dessa causa maior: A saúde das comunidades indígenas.

Dourados, 01 de julho de 2019

Missão Evangélica Caiuá

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

I CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO ANTIDROGAS PARA PROFESSORES DAS ESCOLAS INDÍGENAS

I CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO ANTIDROGAS PARA PROFESSORES DAS ESCOLAS INDÍGENAS

Aconteceu nos dias 31 de maio e 01 de junho no Cine Auditório da UFGD, nossa I Capacitação em Educação Antidrogas para Professores das Escolas Indígenas de Dourados, atendendo um público de mais ou menos 300 professores. O evento contou com a parceria e contribuição de palestrantes que de forma solidária atenderam prontamente nosso convite. Estiveram conosco, Dr. Thiago Pauluzzi Justino, Professor de Psiquiatria e Saúde do Adulto da UFGD e Coordenador do Curso de Medicina, com o tema Saúde e Bem estar, Profª Dra. Andreia Sangalli, membro do corpo docente da UFGD, falando sobre a Saúde Indígena, Rogério Fernandes Lemes, presidente do Conselho Municipal Antidrogas de Dourados, abordando os Tipos de Drogas Consumidas em Dourados e Consequências Legais do (ab)uso de Drogas Lícitas e Ilícitas, Bárbara Nicodemos, Assistente Social do CRAS Indígena na Aldeia Bororó, com o tema Consequências Sociais do (ab)uso de Drogas Lícitas e Ilícitas,  Luciane Andriela Cardoso, Psicóloga Clínica e Policial Militar, com a abordagem Consequências Psicológicas do (ab)uso de Drogas Lícitas e Ilícitas e Renan Sene Pretti Psicólogo Clinico e Coordenador do CAPS-AD de Dourados enfatizando as Opções de Prevenção e Tratamento.   

O objetivo da capacitação, era proporcionar conhecimento aos professores atuantes da Área Indígena de Dourados que travam diariamente uma batalha contra o uso abusivo de substâncias psicoativas nas escolas das aldeias. Atualmente, a proliferação dos diversos tipos de drogas lícitas e ilícitas, facilitada pela proximidade da Reserva à cidade de Dourados, tem constituído sério problema de saúde pública, relacionando-se com os altos índices de violência, suicídio e evasão escolar. A escola tem um papel fundamental como agente de transformação em nossa sociedade, e sua atuação é de suma importância para que haja mudanças.

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas

Revisado por Valdomiro Cardoso Filho

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

XIII Assembléia Terena

Aconteceu nos dias 08 e 11 de maio na Aldeia Ipegue  em Aquidauana-MS, A XIII Assembleia Terena, reunindo cerca de 800 indígenas de diversas etnias.

Estiveram presentes as lideranças indígenas, caciques, líderes de retomadas, mulheres, anciões e jovens. Contou ainda com a presença do Rev. Silas (Missão Evangélica Caiuá), Sonia Guajajara, (Coordenadora Executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil – APIB), Joênia Wapichana, (primeira deputada indígena do país, Coordenadora da Frente Parlamentar Mista em defesa dos Direitos dos Povos Indígenas), Edmilson Brito Rodrigues (deputado federal pelo PSOL-PA), Áures Carolina (deputada federal pelo PSOL-MG), Erisvan Guajajara (Mídia Índia), Talíria Petrone (deputada federal pelo PSOL-RJ e membro da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) e Luiz Eloy (assessor jurídico da APIB).

Foram tratados diversos assuntos relacionados as demarcações das terras Terena, Guarani Kaiowá e Kinikinau e Kadwéu, manutenção do Subsistema de Saúde Indígena do SUS, efetivação da política de educação escolar indígena diferenciada e com qualidade, fim da violência, da criminalização e discriminação contra os povos indígenas, entre outros assuntos.

Fonte: https://jornalistaslivres.org/em-assembleia-povo-terena-diz-nao-devemos-temer-os-puxarara/

Por Jair Vieira da Costa Jr

Revisado: Rev. Valdomiro Cardoso Filho

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

Encontro de Caciques – MS

Aconteceu nos dias 10 e 11 de maio na Chácara Maanaim em Dourados, reunião do Fórum dos Caciques do Estado do Mato Grosso do Sul – FOCAMS.

Estiveram presentes as lideranças indígenas, professores, pastores da Igreja Presbiteriana, caciques, capitães do estado, representantes e caciques das áreas de retomada, entre eles a representante do Governo Estadual Sra. Silvana Terena, o presidente do FOCAMS Sr. Juscelino Mamedio, juntamente com seu vice-presidente Sr. Fabio Leme, Dr. Wilson Mattos, o ex presidente do CONDISI Sr. Pedro Lulu, Rev. Silas e Rev. Beijamim (Missão Evangélica Caiuá).

Foram tratados diversos assuntos relacionados a saúde indígena no Mato Grosso do Sul, tratando das peculiaridades das aldeias e as demandas necessárias para o atendimento ainda melhor da comunidade indígena.

Outras fontes: www.tekoha.org.br

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas

Revisado: Rev. Valdomiro Cardoso Filho

PorVALDOMIRO CARDOSO FILHO

Reunião com Coordenadores Pedagógicos e Diretores Indígenas

Aconteceu no dia 15 de Maio, nas dependências da Governadoria da SED, a 1ª Reunião com Coordenadores Pedagógicos e Diretores das escolas Indígenas de Dourados.

Com a presença do Prof. Dr. Neimar Machado de Souza (UFGD) e do Rev. Valdomiro Cardoso Filho (Missão Evangélica Caiua), o desafio dos participantes foi montar o conteúdo pedagógico para a “1ª CAPACITAÇÃO DE EDUCADORES INDÍGENAS” do projeto Tekoha Marane’y, que acontecerá nos dia 31 de maio e 01 de junho de 2019, no Cine auditório da UFGD, Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Tonani II, apartir das 08:00hs.

Maiores informações: www.tekoha.org.br

Por Jair Vieira da Costa Jr